Vamos resgatar a história de um dos bairros mais importantes da cidade de Santos/SP.! O bairro Pompéia Participe. do projeto do filme Miniseríe: Nossa gente – Nosso Bairro (Pompéia).

O bairro do José Menino se estendia desde a divisa com o município de São Vicente até os limites com o bairro do Gonzaga, no Canal 2. Contudo, a região mais larga situada entre os canais 1 e 2, pela posição central da Igreja de Nossa Senhora do Rosário de Pompéia, sempre foi conhecida como Pompéia, sobretudo nos anúncios imobiliários. Uma certa identidade local, então, formou-se.

Ao longo dos anos 1990, reivindicações foram feitas pela separação formal e administrativa e pela criação do bairro da Pompéia. O prefeito da época em exercicío ouvindo o desejo da população local, incluiu tal reivindicação no projeto de Plano Diretor de Santos que finalmente foi aprovado em 1998 pela Câmara Municipal, criando o bairro da Pompéia.

Faça parte desta História e ajude a divugar o seu bairro!

Santos, década de 1920. O café imperava pelas ruas da cidade e por toda a longa extensão do cais santista, produzindo riquezas para o país, bem como para um seleto grupo de empresários, como o abastado comerciante Francisco Assis de Barbosa Loureiro, um fazendeiro da região de Sorocaba que se transferiu para Santos a fim de melhor negociar seu produto.

Criar pertencimento valorizando a arquitetura, artes: Clássica e barroca, fatos que marcaram a economia santista, estado de são Paulo e Brasil. Na época dos abastados cafeeiros.

Apoio Institucional:

Você vai conhecer um universo fantástico e uma história incrível ! E vai se surpreender…

Paticipe deste projeto! Em Março de 2025:Lançamento do filme, junto com o livro Ser! Humano…

Histórias baseadas em fatos reais se uniram em uma ligação única, que iram se encontrar trazendo fortes emoções e questionamentos humanos. Com uma linguagem diferenciada e com uma dramaturgia expressiva, trarão a tona momentos impactantes,com muitos aprendizados em um conceito dos reais agravantes existenciais.

Apoio Institucional:

Lançamento e exibição: Cadastrado Ancine:

Exibido no Cine Roxy Gonzaga no dia 16-03-2024 emociona o público! Obrigado a todos que colaboram para a realização deste evento.

valorize os assistidos e entenda que são seres especiais de luz, que tem muito a nos ensinar. A maior deficiência para nós é não reconhecer a sua sensibilidade e valor, eles vieram prontos com um amor incondicional e livres de julgamentos com uma alma pura. Não vale a pena refletir e dar as mãos para essa causa? Um documentário humanista e uma grandiosa lição de vida para todos que assistiram esse filme. (Seres de Luz).

O Filme O Casarão é lançado no dia 25 de novembro 2023 no cinema Roxy Gonzaga, em comemoração ao aniversário do Bairro Pombéia Santos SP, aonde é contada a sua história.

Documentário: Seres de Luz – Lançado dia 13 de novembro 2023, Emociona o público no teatro Braz Cubas em Santos /SP.Assista você vai se emocionar! Com tando amor gratuito e energia sem igual, um grandioso exemplo de vida, luta e dedicação

Cores da Alma – Em breve lançamento 2024

Do lado esquerdo em cima, para o direito Padre Prefeito de Catanduva Sr. Osvaldo, secretária de educação Claudia, o diretor Antonio Muñoz e parte da equipe da Produtora o Diretor de fotografia e cinegrafista Fernando e kleverson.

Lançado em março de 2023 – O Longa metragem¨ Documentário

¨ Por trás das Paredes¨

Projeto ¨Cinema educacional ¨ Participem em 2023Exibição dos curtas metragens, Longas Vários temas de relevância. Debates com alunos e Professores.

Os Desbravadores-Semana de Arte Moderna Brasileira

Apoio: Instituto Histórico e Geográfico de São Vicente-SP-Sempre articulando grandes acontecimentos Culturais.

Minissérie de curtas metragens

A Semana de Arte Moderna foi uma manifestação artística cultural ocorrida em 1922,
caracterizada pela busca de novas formas de manifestação da criatividade, dissociadas
da arte conservadora da época. A série OS DESBRAVADORES vão rastrear os valores

Deste movimento, destacando personagens principais de cada década Gênero.

Apoio Cultural: Clicar no Banner

Conheça melhor o Projeto ¨Por trás das Paredes¨

Diga Não ! `A Violência contra a mulher e a família Denuncie! Ligue 190 A coordenação e direção dos debates e workshops nas escolas será feita pela:

Click aqui e conheça nossa luta! Faça a sua doação: ongdcm.com

A seríe de filmes Justiça existencial é composto de 14 filmes, sendo 7 de ficção (dramatizados) com a participação de atores conceituados e atores da nossa região, 7 documentários que servirão de suporte para o projeto, com participação de especialistas de renome em comportamento humano, com divulgação em caráter universal, local, regional e nacional com abrangencia em festivais a nível internacional

Nossa finalidade é de caráter social, educacional, profissionalizante e cultural, destinando-se a conscientização, assistência e amparo às mulheres: Adolescentes, adultas grávidas e na terceira idade, independente de sua etnia, religião, classe social e/ou cultura, proporcionando proteção e assistência não só à mulher, mas também à sua família.

A necessidade de projetos que auxiliem na prevenção da violência contra as mulheres e a família, é um tema de extrema importância, infelizmente o nosso país ocupa o 5º lugar no patamar mundial. Muitas mulheres se escondem atrás de paredes com seus segredos. não sabem o que fazer ou como agir dominadas pelo medo e um sentimento de vergonha, aonde os filhos também são grandes vítimas e levam para suas vidas registros muito ruins que podem perpetuar de maneira negativa, atrapalhar suas vidas e ainda desenvolver patologias gravíssimas, que vão com certeza refletir em suas futuras famílias e na sociedade. Em muitos casos as vítimas não denunciam seus parceiros e não contam a seus familiares ou amigos, mas estão correndo um perigo constante.

Pesquisas demostram que geralmente o indivíduo violentador ou agressor tem um perfil diferenciado. Muitos agressores não sabem lidar com desafios e problemas como baixa autoestima, pouca tolerância, frustação, necessidade de controlar o próximo, ciúmes e rejeição, se irritam com facilidade e tem dificuldade no controle da raiva

Devemos evitar a exposição de crianças perto de discusões, brigas violentas e no geral, devemos dar o exemplo conversando educando nos filhos para serem seres humanos melhores, com o maximo de compreensão e capazes de focar em soluções para o seu melhor viver, e crescer com referências boas, e exemplos para educar os seus prórios filhos de maneira sadia.

A dinâmica do relacionamento dos pais enquanto casal também tem grande influência na saúde mental e, consequentemente, no comportamento dos filhos. Quando um bebê, uma criança ou até um adolescente presencia com frequência brigas entre os pais, por exemplo, o ambiente se torna inseguro para ele, contribuindo para o desencadeamento de reações como ansiedade, comportamento agressivo, dificuldades de relacionamento tanto no contexto familiar como no extrafamiliar e, até mesmo, sentimento de culpa

Participação importantes no apoio ao projeto

Pesquisa realizada pelo Instituto Patrícia Galvão e Locomotiva aponta que violências cotidianas no trabalho ainda não são reconhecidas: 36% das trabalhadoras dizem já haver sofrido preconceito ou abuso por serem mulheres; porém, quando apresentadas a diversas situações, 76%reconhecem já ter passado por um ou mais episódios de violência e assédio no trabalho. Realizada com apoio da Laudes Foundation, a pesquisa entrevistou mil mulheres e 500 homens a partir de 18 anos, em todas as regiões do país.

Primeiro episódio se transforma em uma Trilogia pela necessidade de reflexão e importância do tema.

Imagens da primeira parte do projeto concluído Dez 2021- Curta metragem concluído e longa Metragem Documentário em pós produção.

Alguns atores do elenco e o conceito do nosso projeto.

Os primeiros filmes do projeto Justiça existencial, vão abordar na sua dramatização fatos verídicos de violência contra a mulher e a família, aonde estamos vivendo índices agravantes de violência. O projeto vai contar com o ator Felipe Cardoso no elenco, Lili Colonnese e atores da nossa cidade e região, sob a preparação do experiente diretor teatral e de cinema Roberto Marchese, junto com uma equipe de profissionais  do mercado do cinema nacional, vamos levar aos telespectadores o maior realismo possível.

ainda tendo como complemento do projeto um documentário sobre o tema, com a participação já confirmada do conselho de segurança de Praia Grande, delegados, promotores, e especialistas em comportamento humano como: Instituto Você (baixada santista), psicólogos, psiquiatras e neurocientistas de renome da região e do Brasil. Contando com o apoio e a participação na coordenação do projeto, Presidente: Ana Silvia Passberg Amorim, da ONG DEFESA DA MULHER da cidade de Praia Grande e região.

O veterano ator Felipe Cardoso é o protagonista do filme Por trás das Paredes. Começou a carreira em 1990 aos doze anos na peça “De Volta a Escola”. Trabalhou na minissérie bíblica José do Egito na qual interpretava Levi, um dos filhos de Jacó. Também integrou o elenco de Pecado Mortal, onde interpretou o desajeitado e engraçado Otávio Veneto. Em seguida foi escalado para trabalhar na produção da RecordTV “Os Dez Mandamentos”, onde interpretou o personagem Zelofeade, esposo da personagem Abgail. Em 2017, interpretou o personagem Arioque na novela “O Rico e Lázaro”. Atualmente, foi escalado para fazer Jacó na minissérie Lia, um dos papéis principais. Na teledramaturgia da RecordTV, ele é um dos env olvidos no triângulo amoroso entre Raquel, Lia e Jacó (seu personagem). Em 2019 foi escalado para viver o vilão Pedro Almada, um policial e traficante de drogas na novela Topíssima, Fez as novelas Por Amor, Senhora do destino, A Diarista na TV Globo, fez a novela Revelação no SBT entre outras. Atuo em Miniséries, filmes como: Antes da Partida e os Dez Mandamentos, sucesso de bilheteria. E um dos últimos trabalhos dele foi na Novela Gênises em seu personagem Efron ( jornada de Abraão) da mega produção da Rede Record de TV.

Giácomo Pinotti é ator brasileiro, cantor, compositor e locutor. Nascido em Matão (SP), mora em Santos(SP) desde a década de 80, Formado em Artes Cênicas pela Faculdade do Carmo, em Santos, e em Jornalismo pela Escola de Comunicação Assis Chateaubrian, no Rio de Janeiro, também é proprietário da agência Vilacom Marketing, vez dezenas de papeis em novelas Brasileiras, em emissoras como: Globo, Record, SBT Com importantes personagens da nossa dramaturgia, mais de 7 peças de teatro, atuou também de maneira expressiva no cinema Brasileiro e em miniseríes: 2020 – “Coisa Mais Linda” (Netflix), direção de Caíto Ortiz 2018 – “Nada a Perder”, direção de Alexandre Avancini 2018 – “Portal dos Sonhos”, direção de Marco Aurélio Giangiardi 2016 – “O Homem de Sua Vida” (HBO), direção de Danilo Gullane2010 – “Aparecida: O Milagre”, direção de Tizuka Yamasaki.

TRABALHO REALIZADO EM 2015

Liliana colonnese é atriz do filme,

professora, psicóloga, diretora de marketing e proprietária da Loalba produções, a Liliana é filha no renomado desenhista, cartunista e roteirista Eugênio Colonnese. Como atriz, trabalhou ao lado de grandes atores como: Jonas Block e Caio Rímoli. Atuou em espetáculos como: “A paixão de cristo” direção: Alda Andreuccetti,Teatro Municipal de Santo André. “A revolução das mulheres” – direção André Castelani, Teatro Hamlet. Produziu o grande sucesso da peça de teatro ¨ A fantástica casa das bonecas¨ direção da Clarisse Abujamra tendo como protaganista a atriz Helena Ranaldi e grande elenco.

Precisamos Lutar por esta causa.

O ministério da mulher, da família e dos direitos humanos, informou que a maioria das vítimas são mulheres declaradas como pardas, de 35 a 39 anos, com renda de até 1 salário mínimo. O perfil mais comum dos suspeitos relatados nas denúncias é de homens brancos de 35 a 39 anos. Ao todo, foram feitas denúncias 349.850 contra direitos humanos no Disque 100 e no Ligue 180 em 2020. Cerca de 1/3 foram de violência contra mulheres. Foram realizados 3,5 milhões de atendimentos no ano passado. A pasta pretende divulgar esses dados diariamente pelo “Painéis de dados Direitos Humanos”. Entre o total de denúncias, 27% foram de violências contra crianças ou adolescentes e 25% de violências contra idosos

Segundo a pasta, 72% dessas denúncias foram de violência doméstica e familiar. Os outros 22% foram registros de violação de direitos civis e políticos, como tráfico de pessoas, cárcere privado e condição análoga à escravidão.

DISK 180 VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Convite do último pré lançamento:

Eventos de Pré lançamentos de filmes e confraternização:
Momento de descontração junto com os colaboradores e patrocinadores, Buffet Goldem Praia Grande SP


Tenor Ezio Bonini, atração internacional em evento do lançamento do documentário Oficiais do Engenho 2020
Pré Lançamento em Santos do Filme¨ Itaipu uma fortaleza e seu futuro¨, no cinema Roxy * Mobile filmes, cooprodução Ação & cena Filmes 7 em 2019
Pré lançamento do filme¨ Cidade Nação a saga¨no palácio das artes Praia Grande SP – A atriz e cineasta Crys Rochat da sin fronteras filmes em 2015 coprodução deste filme.
Alberto Mourão, Antonio Muñoz e Gilberto Santana, após o lançamento do primeiro longa metragem realizado na cidade de Praia Grande SP.

Coluna Teatro história:

Teatro pavilhão:

Dramaturgo, autor, escritor e Diretor teatral:Plínio Marcos de Barros nasceu em Santos, em 29 de Setembro de 1935, e faleceu em São Paulo, em 19 de Novembro de 1999. Filho de um bancário (Armando) e de uma dona-de-casa (Hermínia), tinha 4 irmãos e uma irmã.
“A gente veio de origem mais ou menos humilde, mas minha infância foi muito feliz, pelo menos foi muito despreocupada. Morava numa vila de pequenos bancários – na Rua das Antigas Laranjeiras – e foi nessa vila que me criei. A única dificuldade que eu tinha era exatamente o colégio. Eu não suportava a escola. Grupo Escolar Dona Lourdes Ortiz Levei quase dez anos para sair do primário. E quando saí já não dava mais para continuar estudando.” “Meu pai tentou me enfiar em todas as profissões possíveis. Ele dizia que, se eu tivesse uma profissão, sempre iria sobreviver.

“Então meu pai me botou de aprendiz de encanador. E eu acabei ficando funileiro. A minha profissão mesmo é funileiro – é o que consta no meu certificado de reservista.”
Seu pai, que era espírita, também o colocou para vender livros numa banca de livros espíritas numa praça de Santos. Entre suas múltiplas atividades, inclui-se, ainda, a de estivador no cais do porto de Santos. “ Para ser franco, eu, quando pequeno, era tido como débil mental. Não conseguia aprender. Meu poder de concentração era nenhum.”
Já adulto, afirmava que tinha sido canhoto na infância e que, pelos métodos educacionais da sua época de criança, fora forçado a usar apenas a mão direita, o que lhe dificultaria o aprendizado, impedindo-o de realizar os trabalhos escolares com a mesma rapidez dos seus colegas. Isso, dizia, teria contribuído para torná-lo alienado do processo de aprendizado. Mas, o fato é que sempre realizava todas as atividades com a mão direita, inclusive escrever. E toda a sua obra foi manuscrita.


“Queria mesmo era ser jogador de futebol. Cheguei até a jogar no juvenil da Portuguesa Santista, no Jabaquara.” “Inclusive entrei para a Aeronáutica seduzido pela idéia de jogar no time dela.” Começou a jogar na várzea santista, como ponta-esquerda, e era tido como bom jogador.

/td>
Plinio Marcos site oficial: https://www.pliniomarcos.com/cinema.htm

Alguns Filmes adaptados das obras de Plínio Marcos:

A RAINHA DIABA
Argumento: Plínio Marcos
Diálogos: Plínio Marcos e Antônio Carlos Fontoura
Roteiro: Antônio Carlos Fontoura
Direção: Antônio Carlos Fontoura
Fotografia: José Medeiros
Atores: Milton Gonçalves, Odete Lara, Stepan Nercessian,
Nélson Xavier, Iara Cortes,
Wilson Grey, Luter Luiz, Edgard Gurgel Aranha
Ano: 1974

Estamos juntos! Em prol do combate a Violência Contra à mulher e a família.

FAÇA PARTE DESTE PROJETO, É O 
AUDIOVISUAL, NO APOIO AO SOCIAL

Alguns profissionais da eguipe têcnica:

Um dos mais conseituados diretores de fotografia do cinema nacional, faz parte da eguipe da Seríe: Justiça Existêncial.

Rinaldo Martinucci

Diretor de Fotografia, atua no mercado publicitário com comerciais para a TV, filmes institucionais, cinema , teatro e still. Tem no seu portifólio o longa metragem “Primavera”, “Milagre de Santa Luzia”, curta metragem “Loura Incendiária”, “Jardim Serrado”, “Empedocles”, “Passeio no Recanto Silvestre”; os documentários “Los Sin Tierra”, “Monteiro Lobato Ponto e Vírgula”, “Redescobrindo o Brasil”, “Procura-se Janaína”, “Fiesta de los Muertos”, “VARIG-Londres”. Fotografou para a TV “Gente de Expressão”, “Por Acaso”. No teatro atuou como Lighting Designer para a peça “Festim Diabólico”. Fotógrafo nos livros: “Casa Redonda, uma experiência na educação”, “Eu vi as três meninas

 Ana Maclaren é uma das mais importantes profissionais do ramo de caracterização e efeitos do Brasil.

Nosso diretor de cena, Roberto Marchese é um ator, redator, roteirista, diretor e locutor brasileiro.

Roberto entrou no mundo da arte em 1964 fazendo peças no teatro, mas foi em 1970 que ele teve seu primeiro contato com a televisão e com o cinema, período em que o Brasil estava agitado culturalmente. Em 1992 ele começou a dirigir e até atuar comerciais de televisão. De lá para cá, ele também começou a dirigir, atuar e além disso exercer a profissão de locutor, sendo que hoje já são mais de 600 trabalhos produzidos. Em 1997 foi professor de Telejornalismo. Em 1982 e 2004 dirigiu a encenação de São Vicente, peça que lhe rendeu muitos elogios.

Coluna Cine 7:

ANCINE | Agência Nacional do Cinema | Ministério da Turismo …

antigo.ancine.gov.brANCINE participa de ação contra pirataria de conteúdos audiovisuais. Operação bloqueou 252 sites e 65 aplicativos de streaming ilegal. ANCINE reestrutura unidades de regulação e fiscalização. Medida melhora integração das áreas e coordenação de atividades. ANCINE abre consulta pública sobre direito patrimonial nas produções …

Navegue: https://abcine.org.br/site/category/festivais/

Foi celebrado 6 anos de criação da Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais (APOLO), com muitos resultados alcançados e com enormes desafios ainda pela frente, sobretudo, considerando o atual período danoso que enfrentamos no campo da Cultura no Brasil. É voz corrente em toda sociedade que a pandemia acentuou muitos de nossos problemas, mas que também pode ser uma grande oportunidade para superá-los. Acreditamos nisso e, mais do que nunca, apostamos nos quatro pilares da ONU para o desenvolvimento sustentável: Política, Economia, Ambiente e Cultura. Neste contexto, estamos nos preparando para, em 2022, encerrar um ciclo de 20 anos iniciado em 2002 com a inauguração do Centro Cultural Humberto Mauro e o lançamento do Programa de Cultura e Desenvolvimento” que nos guiou até agora. O fim de um ciclo pode e deve ser o início de outro, o que vem por ai  ainda é difícil dizer neste momento. Quem nos conhece sabe que temos muitos sonhos, esperança e disposição sempre ativadas. Na certeza que a Cultura, o Conhecimento e a Ciência darão conta de superar o vírus e recuperar a saúde de nossa “casa mãe”, bem como, na crença de que a sabedoria e coragem do povo brasileiro darão conta também de recuperar a lucidez, os valores humanos e a vida democrática na história de nosso país.

A regionalização das TV’s e o surgimento das novas plataformas de vídeo ampliaram as possibilidades de programas televisivos, produções de curtas, médias e longas-metragens, popularizando seu desenvolvimento em várias regiões do Brasil. Para o ATOR, conhecer a história e os recursos técnicos necessários para TV e Cinema, é de fundamental importância para participação no mercado de trabalho da nossa região. “Outros novos caminhos foram criados também através do surgimento e ampliação das leis de incentivo, regionais, estaduais e nacionais”. Ator e Diretor Marchese

”Num filme o que importa não é a realidade, mas o que dela possa extrair a imaginação”.
Charles Chaplin (1889-1977), ator e cineasta inglês.

primeira cerimônia do Oscar (no originalFirst Academy Awards), apresentada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS), homenageou os melhores filmes de 1927 e 1928. Aconteceu em 16 de maio de 1929 em um jantar privado realizado no Hollywood Roosevelt Hotel, em Los AngelesCalifórnia. O presidente da AMPAS, Douglas Fairbanks, apresentou o show. Com os ingressos custando cinco dólares, 270 pessoas participaram do evento, que teve duração de quinze minutos. Os prêmios foram criados por Louis B. Mayer, fundador da Mayer Pictures Corporation (atualmente incorporada pela Metro-Goldwyn-Mayer). Esta é a única cerimônia do Oscar a não ser transmitida tanto no rádio como na televisão.

¨Se pode ser escrito ou pensado, pode ser filmado¨ Stanley Kubrick